Hospital Lifecenter | Blog
Serviços Hospitalares
  • Consultas e exames
  • Pronto Atendimento
  • Cirurgias e Procedimentos
  • Diagnóstico e tratamento de lesões intra cranianas
  • Embolização de tumores benignos e malignos e mal formações vasculares
  • Laboratório de Hemodinâmica
  • Terapia Intensiva
  • Internação Hospitalar
  • Especialidades Médicas
  • Anestesiologia
  • Arritmologia cardíaca
  • Cardiologia clinica
  • Cardiologia Intervencionista
  • Cirurgia bariátrica
  • Cirurgia buco-maxilo-facial
  • Cirurgia cardiovascular
  • Cirurgia coloproctologica
  • Cirurgia de cabeça e pescoço
  • Cirurgia de coluna
  • Cirurgia de joelho
  • Cirurgia de mão
  • Cirurgia de quadril
  • Cirurgia endovascular
  • Cirurgia geral e digestiva
  • Cirurgia ginecológica
  • Cirurgia hepato-bileo-pancreatica
  • Cirurgia otorrinolaringológica
  • Cirurgia plástica estética e reparadora
  • Cirurgia torácica
  • Cirurgia urológica
  • Cirurgia vascular
  • Clínica médica
  • Coloproctologia
  • Eletrofisiologia cardíaca
  • Endocrinologia
  • Gastroenterologia e Nutrologia
  • Ginecologia
  • Hematologia
  • Hemodinâmica
  • Hepatologia
  • Infectologia
  • Medicina de urgência
  • Medicina Interna
  • Nefrologia
  • Neurocirurgia
  • Neurologia
  • Neurorradiologia
  • Oncologia
  • Ortopedia e traumatologia
  • Ortopedia Oncológica
  • Otorrinolaringologia
  • Reumatologia
  • Terapia intensiva de adultos
  • Urologia
  • Especialidades Multiprofissionais
  • Enfermagem
  • Fisioterapia
  • Fonoaudiologia
  • Nutrição e dietética
  • Psicologia Clínica Hospitalar
  • Blog

    Violência psicológica: silenciosa e muito grave


    Postado em 10/10/2019



    Ela é muito silenciosa e difícil de ser percebida. É a segunda forma de violência mais comum no Brasil. Não deixa hematomas pelo corpo, mas a alma se machuca muito. Conhecida como violência psicológica, ela provoca danos graves à saúde mental de muitas vítimas mulheres.


    Segundo o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), as denúncias de violência, entre elas a psicológica, aumentou cerca de 19,96% no disque denúncia gratuito que funciona 24 horas por dia (número 180).


    Conheça mais sobre essa forma de violência e ajude a identificar se existem mulheres sendo violentadas à sua volta.


    O que é a violência psicológica?


    Segundo a Lei Maria da Penha, violência psicológica é qualquer atitude que cause danos emocionais e diminuição da autoestima. Controlar ações, atitudes, crenças e decisões são exemplos de comportamentos violentos. Principalmente quando vêm acompanhados de ameaças, manipulação, constrangimento ou humilhação.

    Mulheres que são vigiadas, perseguidas, insultadas e isoladas sofrem violência psicológica e não sabem. Qualquer comportamento que cause prejuízo à saúde mental é um ato extremamente violento.


    Continue a leitura e entenda a gravidade desse assunto.


    Violência psicológica no Brasil


    De 2009 a 2016, os casos de violência psicológica mais que triplicaram. Em 2009 houve o registro de 2.629 casos. Em 2016, esse número chegou a 18.219, de acordo com o Ministério da Saúde. A violência psicológica está qualificada como crime na Lei Maria da Penha e o mais conhecido é o de ameaça.


    Os números mostram como a situação é alarmante, por isso é muito importante que esse assunto ganhe destaque.


    Como perceber uma mulher vítima de violência psicológica?


    Os sintomas são muito subjetivos e varia de mulher para mulher. Na maioria das vezes, as vítimas não gostam de falar por sentirem medo de serem julgadas. O estresse que essas mulheres vivem, muitas vezes no ambiente familiar, se manifesta por meio de doenças.


    "Atendo no hospital diversas mulheres com variados problemas de saúde. Após longas conversas, eu percebo que muitas vezes o que elas têm é a somatização das questões emocionais que estão vivendo no ambiente familiar. Muitas são mulheres vítimas de violências diversas, principalmente a psicológica, e não conseguem sair dos relacionamentos abusivos que têm", destaca Letícia Maroni, psicóloga do Hospital Lifecenter.


    A importância do apoio


    A mulher em situação de violência merece o apoio de amigos e familiares. A lei está a seu favor e ela precisa compreender isso para continuar firme na luta. Dialogar e acolher, com muito carinho e respeito, são ótimas condutas.


    Muitas mulheres não conseguem enxergar a situação agressiva que estão vivendo. É muito importante que a vítima busque as delegacias especializadas para fazer a denúncia e também um apoio psicológico com profissional para se reerguer. É impossível voltar atrás e resolver o que já aconteceu, mas é necessário tratar para evitar consequências mais graves.


    Violência psicológica pode causar doenças graves


    Mulheres que são vítimas desse crime carregam muito medo e insegurança, além da incapacidade de tomar decisões sobre a própria vida. Muitas vezes sozinhas elas não conseguem se defender e sair desses relacionamentos abusivos.


    Apesar de não serem evidentes como um hematoma, as agressões verbais são muito sérias. As mulheres que são vítimas podem apresentar diversas manifestações emocionais, como quadros depressivos, de ansiedade ou até mesmo tendências suicidas.


    É preciso falar sobre esse assunto


    Neste artigo você viu como a situação é alarmante. Por isso precisamos falar sobre esse assunto. O silêncio não vai conscientizar as pessoas e nem as mulheres que são vítimas da violência psicológica. De um lado elas sentem medo de falar. E, do outro, ainda existe o peso social, como o julgamento e as críticas.


    É preciso olhar com mais carinho e atenção para essas mulheres, que precisam de muito apoio e encorajamento para sair dessa situação.


    Agora que você já sabe o que é a violência psicológica, converse sobre esse assunto com amigos e familiares. Se identificar alguma mulher que esteja passando por isso, ofereça o seu apoio e carinho.


    Gostou do artigo? Então, compartilhe!


    Este post possui 0 comentários.

    Deixe um Comentário